segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Não vou desligar a globo

Você leu direitinho. Eu não posso parar de assistir à globo, porque já faz anos que não assisto. Até ano passado ainda assistia a jornais e, esporadicamente, quando na casa de alguém, via também o que “estava passando”. Normalmente eram programas de música, tipo BBB de música, em que a pessoa que ganha, só faz sucesso ali, depois costuma sumir. Mas quando colocaram a ideologia de gênero e a pornografia (diluída) em tudo...

Bem, por que eu parei de ver o dito canal de tv (e outros todos, diga-se de passagem)?

Porque não precisamos mais (se é que alguma vez foi necessário) para ter entretenimento. Pode-se buscar no YouTube ou outras formas, vídeos mais engraçados ou mais “edificantes”, que não visem um único objetivo, que é, “a desconstrução” da ideia de certo e errado. E é isso que a maior parte da TV brasileira e a mídia de uma forma em geral, está tentando. Querem que a gente “entenda” que TODOS somos imbecis que não sabem criar os seus próprios filhos, por isso, quem precisa dizer como cria-los, é uma militância barulhenta... Que não tem argumentos maiores do que o “eu acho”! E eu grito!

Lamentável, ainda é que numa onda contra essa miséria intelectual que assola o país, surge uma “contra-onda” com outros extremos, que prometem nos “salvar”.

Particularmente, duvido de todo mundo que quer resolver no grito, na canetada e na briga. Já vi isso desde 1988 várias vezes.

Talvez por ser luterano e prezar tanto pela educação, queira um caminho que passe pela boa escola. Com professores valorizados e ganhando bem. Que falem de suas matérias e não de sua escolha política, qualquer que seja. Sou contra ensino religioso na escola. Isso se aprende na Igreja e em casa.

Podia-se usar tudo que é gasto bancando a regalia de nossos gordos “Vossas Excelências”, em todos os poderes, para dar salários mais justos e dignos a heróis do quadro negro (quando há quadro).

Porque as “autoridades” precisam de auxílios até pra roupa? Se todo brasileiro precisa, com seu salário, bancar suas próprias despesas, por que criamos uma “casta superior” que pode viver como se fosse a monarquia, à base do dinheiro do povo e sempre querendo mais por meio da corrupção?

Veja: nossos problemas vão muito além da globo...

Mas passam por ela. Claro que você é adulto e sabe (ou deveria saber) discernir o certo do errado. Mas nunca deixe seus filhos escolherem sozinhos, pois eles podem não ter as mesmas “ferramentas” que você para saber o que é certo e o que é errado.

Paulo disse para “provar tudo e ficar com o que é bom, ou com o que presta”. Mas eu não preciso chutar uma pedra descalço, para saber que dói. Então, se quer, veja a tv. Mas cuide do que sua família está aprendendo por meio de todas as mídias. Não só da tv.

Pastor Jarbas Hoffimann
@pastorjarbas